* PAZ, HARMONIA e AMOR *

sábado, 26 de dezembro de 2009

Existe um Poeta jovem



Existe um homem idoso,
pelo caminho percorrido,
cansado pela luta.
Por vezes divertido,
outras pesaroso.
Esperançoso
pelo dia de amanhã,
enfrentava teimoso,
o que a vida parecia negar.
Solitário nesta viagem,
procurava amizades
e sentia saudades,
dos fieis amigos.
Procuram-se!
Existem poucos,
mas o suficiente,
para a minha teimosia:
a Esperança!
Existe um poeta jovem,
que aprendeu
e continua a aprender
a vida sentida
e não pensada!
Escreve as palavras
com o poder da verdade;
com a cultura da vida.
Escreve as palavras
de coração aberto,
sendo mensageiro do alento
e do alimento da Alma.
Se conseguir:
não existe o homem idoso.
Continua a existir o poeta jovem.

José Manuel Brazão

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Um Natal sem vós


Noite fria,
silenciosa,
eu aqui
de corpo gelado,
mas o coração quente!

Penso,
penso muito
em noites destas,
que passaram
e não ficaram!

Penso muito
nos que partiram,
e nos que ficaram!

Penso ainda
nos que estão longe,
que me apetecia beijar,
dizer-lhes
quanto os amo,
quanta saudade
que corre em mim!

Natal
após Natal
e não verei,
quem queria!

Olho fotos
os meus olhos
sempre postos
no sorriso
de crianças…

Uma lágrima corre,
molhando a angústia,
a tristeza
no vazio do meu coração!

José Manuel Brazão

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Noite de Natal


Triste
e amargurado,
faço o meu caminho,
com mais dificuldade,
parecendo atordoado!
Estou num deserto
ao cair da noite,
não vejo ninguém,
por perto.
Olho ao meu redor,
vejo pegadas na areia.
Fico ansioso
porque as pegadas:
são as minhas pegadas.
Que dor, Senhor!
Palpita meu coração,
que procura
a minha dignidade,
não por compaixão,
mas por solidariedade.
Pura desilusão,
para quem respeita,
o amor,
o solidário amor…

José Manuel Brazão

sábado, 5 de dezembro de 2009

A força da palavra



É impressionante a força que cada palavra traz consigo! Com a vibração que cada uma carrega, transforma a atmosfera reinante naquele momento, mesmo que seja por um momento fugaz! Cada verbo, independente do número de letras que tenha, transporta com ele sentimentos, lembranças, um mundo infinito de idéias, que embora seja numa fração mínima de segundos, toca a quem o ouve e o transforma.
Assim, palavras como Amor, Carinho, Perdão, Paz, nos conectam com locais suaves e serenos de nosso Ser. Guerra, Agressão, Violência, Tristeza e tantas outras, com pontos de dor em nosso íntimo. Vale a pena observar isto e perceber como podemos mudar a nossa vida e melhorar a dos outros, a depender do que nos dispomos a falar, ou a calar...

E como falamos, sem parar, tanta coisa sem nexo, tanta coisa sem real importância, vamos semeando confusão e perturbação em torno de nós, muitas vezes sem nos darmos conta disto. Os grandes sábios que já nos visitaram neste plano sempre louvaram o poder do silêncio e a importância da palavra.

A propaganda, impulsora do capitalismo, nos bombardeia com idéias nem sempre verdadeiras, os meios de comunicação espalham notícias poluídas pela desesperança e desânimo e nós nos sentimos alquebrados, muitas vezes, sem nos darmos conta do porquê disto. E vamos passando adiante as notícias tristes que ouvimos e, com isto, colaboramos com o Mal, pois ajudamos o Medo a ir se instalando mais e mais nas mentes de todos, num movimento doentio e perigoso! Quando estamos medrosos, abandonamos a nossa força, nos desanimamos, afastamo-nos do Amor, de nossa Fonte de Vida.

Cada fonema é uma vibração, um som, traz harmonia, ou desequilíbrio... O tom de nossa voz, quando falamos, também emite, ou não, boas vibrações... Pessoas há que até pelo telefone nos fazem mal, pela forma dura com que pronunciam as palavras. Outras nos acalmam como num passe de mágica, pois ouvi-las é agradável, terno, sereno, tranquilizador.

Acho que precisamos nos defender da balbúrdia reinante, desta pressa desestruturante que nos arrasta de roldão sem que saibamos sequer para onde, de canais de televisão que noticiam apenas o que nos deprime e nos faz sofrer. Se todos nós fizéssemos isto, deixássemos de assistir determinados programas, por estarmos conscientes do mal que nos fazem, o IBOPE acabaria por levá-los a se modificar. E o pior é que nem todos os que assistem à televisão têm consciência crítica, pois muitos são crianças, na idade, ou no espírito.

Enfim, sabemos que viver neste nosso mundo tecnológico tem suas vantagens, mas é também muito difícil! Cultivar o silêncio em meio a tantos sons e ondas emitidos por tantos aparelhos diferentes, por tantas mentes desequilibradas, não é brincadeira, exige esforço e atenção, mas é necessário, para nossa sobrevivência e salvação.

Muitas vezes, enquanto sorrimos apenas com os lábios, procurando demonstrar algo que está longe do que estamos sentindo, nosso Ser está chorando...
Cultivando mais o calar, teremos mais cuidado no falar. Assim, cada palavra terá um sentido verdadeiro para nós, abrirá um caminho, construirá uma ponte, restaurará uma relação, fará uma aliança, aliviará uma dor, plantará uma semente de amor.

O olhar comunica com muito mais sinceridade... Mas poucos prestam a devida atenção a ele. Os gestos, também. Mas, as palavras, por serem mais fáceis de serem percebidas, podem destruir muito mais! Que elas não saiam de nós sem uma reflexão, sem caridade e sem uma intenção boa, ou estaremos trabalhando para o Mal e, consequentemente, isto receberemos em troca, por causa da lei infalível de Ação e Reação.

Que nossas palavras criem uma música harmoniosa que ajude a espantar de vez a tristeza e a doentia paisagem atual de nosso planeta!

por Maria Cristina - tina.lc@hotmail.com
Site Somos todos UM

O dia a pensar em ti!


Hoje tem sido um dia que não sai da minha mente a tua imagem!

Penso sempre em ti, mas hoje tem sido uma constante!

Fui ver fotos, recordei memórias e li poemas que te dediquei.

Foste uma mulher como tantas outras que se dedicam à Família e aos outros!

Mas tu minha Mãe não foste devidamente retribuída pelo que desta da tua Vida!

Partiste no teu momento, nem pude dizer adeus!

Esse Adeus anda comigo dentro do meu coração e é esse bálsamo, que me faz entender e ajudar os outros!

Eu sei que estás serena e que podes contar comigo aqui na Terra!

Ivone, Mãe querida

Muita Paz e Luz


José Manuel Brazão

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Só Deus sabe...


Vejo-me
pensando, pensando,
em momentos da Vida,
porquê?

Passar
momentos dolorosos,
em que tudo corre mal…

Passar
Momentos generosos,
em que tudo corre bem…

Equilíbrio no destino,
esperança
de dias diferentes,
um amanhã, talvez!

Só Deus sabe …

Eu espero …

José Manuel Brazão

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Naquele dia…desabou o Mundo em mim!



Domingo
manhã cheia de sol,
pedia passeio matinal.
Parti para o passeio habitual.

De repente,
dor aguda inesquecível,
transformou aquela manhã
cheia de sol,
numa tarde gelada,
numa noite estrelada.

Tarde gelada
sem destino!

Noite estrelada
pensando que na casa celestial
o João me esperava.

Não parti
e naquela hora
tão pouco nos separava!

Alguns choraram,
mas não chore quem me amam.
Nunca me senti tão sereno,
tão bem comigo!

Antes só pensava no futuro
e ficava inseguro!


O dia chegará, quando não sei!

Gostaria que fosse o João
a receber-me:
tanto amor me daria…!

9 de Dezembro de 2001
José Manuel Brazão